facebookPixel

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão

Depoimentos de Alunos

    Daniela Nunes - Aluna do curso 2013-2016

    DanielaA decisão por Matemática Aplicada à Economia e à Gestão foi fácil, dado o meu gosto simultâneo por matemática, economia e gestão. Difícil é enumerar as qualidades inerentes a este curso que prepara de forma exemplar os seus alunos tanto para entrarem diretamente no mercado de trabalho como para prosseguirem os seus estudos superiores.

    Em MAEG encontrei um grupo de professores preocupados em desenvolver as capacidades analíticas dos seus alunos, apresentando um grau de exigência e profissionalismo elevados, mas estando ao mesmo tempo sempre disponíveis para esclarecer as nossas dúvidas e dar-nos todo o apoio necessário. Deparei-me ainda com um grupo de colegas de diferentes áreas (Ciências e Tecnologias e Ciências Socioeconómicas) que tornaram a aprendizagem mais estimulante e interessante, ajudando-me a superar as dificuldades que surgiram ao longo dos 3 anos de licenciatura. O ambiente de entreajuda, promovido quer pela reduzida dimensão da turma de MAEG quer pelos valores do ISEG no geral, foi um dos fatores que mais apreciei durante este período. Para além disso, as instalações do ISEG (Biblioteca, Sala de Informática, etc) proporcionam o complemento necessário aos conteúdos transmitidos pelos professores durante as aulas, pois permitem aos alunos aceder a livros e programas essenciais ao estudo e desenvolvimento dos conhecimentos transmitidos.

    Vir de uma área sem conhecimentos base de Economia (Ciências e Tecnologias) nunca foi problema nem para mim nem para os restantes colegas, sendo que no meu ano constituíamos a maioria da turma, pois logo no primeiro ano, para além das cadeiras clássicas na área da matemática, tais como Álgebra Linear e Análise Matemática, temos várias cadeiras base de Macro e Microeconomia e Gestão que nos põem a par de tudo o que os colegas de Socioeconómicas já tiveram contacto. MAEG é um curso para quem acima de tudo gosta de Matemática e pretende aplicá-la profissionalmente ao nível da Economia e/ou Gestão, independentemente do percurso seguido no Ensino Secundário. Um sólido conhecimento de Matemática, uma mente aguçada e muita vontade e empenho em aprender mais são as únicas ferramentas necessárias para concluir MAEG com sucesso.

    Ao longo da licenciatura consolidei o gosto pela Matemática, Economia e Gestão enquanto disciplinas separadas, mas mais do que isso descobri o fascinante mundo das aplicações da matemática à Economia e à Gestão, que têm uma utilidade inestimável na sociedade atual. Por tudo isto, aconselho vivamente todos aqueles que se sentem fascinados por estas áreas a frequentar o curso de MAEG. Vão certamente descobrir que há mais na Matemática do que as tradicionais demonstrações.

    Inês Carreira - Aluna do curso 2012-2015

    O meu nome é Inês, sou licenciada em Matemática Aplicada à Economia e Gestão e encontro-me no último ano do mestrado em Actuarial Science. Quando terminei o secundário, deparei-me com a difícil decisão de escolher um curso superior. Sempre tive interesse na área da matemática, mas queria alguma coisa que a tornasse ainda mais especial. Foi, então, que descobri o curso de MAEG, onde encontrei, não só a matemática, mas outras duas áreas que sempre adorei: a Economia e a Gestão. Nesse momento, soube que era exatamente este curso que queria. Hoje, posso dizer que foi uma escolha de que nunca me arrependi e que me orgulho todos os dias de ter seguido. Tive uma excelente formação em matemática, aliada à economia e gestão.
    Nesta licenciatura, pude ainda contar com o apoio de professores sempre disponíveis para nos ajudar e acompanhar e com colegas que se tornaram grandes amizades. Em MAEG e no ISEG, tive a oportunidade de crescer, tanto a nível pessoal, como a nível académico.


    Mas MAEG vai mais além. MAEG tem, ainda, um enorme grau de empregabilidade. Existe uma enorme facilidade em arranjar trabalho, pois esta licenciatura é altamente requisitada por diversas empresas no nosso país. No meu caso, optei por tirar mestrado primeiro, também nesta mesma instituição, e posso dizer que o desempenho académico dos alunos provenientes de MAEG é de grande qualidade.


    Concluindo, MAEG é a escolha perfeita para os apaixonados por matemática, economia e gestão. Não te vais desiludir!


    Inês Duarte Carreira, 2012-2015

    Nuno Henriques - Aluno do curso 2012-2015

    NunoChamo-me Nuno Henriques e terminei MAEG no ano de 2015. Três anos depois do início do curso posso dizer facilmente que superou as minhas expectativas. Como pontos fortes do curso estão:
    - O variado leque de temáticas que abrange, mais precisamente na área da Análise Matemática, Probabilidades, Estatística ou em Economia;
    - Corpo docente muitíssimo competente e sempre disponível para suporte adicional em possíveis dúvidas;
    - Uma turma reduzida o que favorece a interação e união entre colegas e professores;
    - Um programa de acompanhamento dos alunos de 1º ano por parte de professores que lecionam em MAEG que ajuda na adaptação ao ensino superior;
    - 3º ano onde se pode aproveitar um grande número de optativas de áreas diferentes que podem servir como iniciação ou complemento em áreas como, por exemplo, Marketing ou Contabilidade.


    Neste momento, frequento o mestrado em Ciências Atuariais (ISEG) onde os conhecimentos adquiridos na licenciatura foram uma grande ajuda para a aprendizagem dos novos tópicos.  


    Em suma, MAEG é uma escolha acertada. Não só por ser bastante valorizada no mercado de trabalho pelos conhecimentos específicos que ensina e pelo árduo trabalho que exige para ser bem-sucedido, como também pela abrangência de opções que se têm na escolha de mestrado. Deste modo, é a minha principal recomendação para alguém que tenha interesse nas áreas de Matemática e Economia.

    Rúben Sousa - Aluno do curso 2011 - 2014

    O meu nome é Rúben Sousa e terminei o curso de MAEG em 2014. E porquê MAEG? Desde sempre gostei bastante quer de Matemática quer da área da Economia, razão pela qual fui aluno de Ciências Socioeconómicas no ensino secundário. Assim que descobri que existia um curso superior que juntava estas duas áreas do conhecimento, decidi que o MAEG seria a minha opção. Passados três anos, posso dizer que o curso superou as minhas melhores expetativas!
     
    Na minha opinião, o principal ponto forte do curso é a sua enorme versatilidade. Por um lado, o plano curricular é bastante completo, e portanto aqueles que pretendam prosseguir estudos após a licenciatura ficarão com as bases necessárias para qualquer mestrado nas áreas da Matemática, Economia ou Gestão. Por outro lado, os empregadores valorizam imenso o facto de esta ser a única licenciatura em Portugal que nos ensina a encarar a Matemática como sendo uma ferramenta para a resolução de problemas económicos. Deste modo, os alunos que desejam entrar no mercado de trabalho imediatamente após a licenciatura normalmente não têm grandes dificuldades em conseguir trabalho em empresas de consultoria, bancos, seguradoras, entre muitas outras.
     
    O curso é exigente, mas com algum esforço e dedicação consegui sempre ultrapassar as dificuldades. Para tal, pude sempre contar não só com o forte espírito de cooperação e entreajuda existente na turma mas também com a grande disponibilidade dos docentes para esclarecer dúvidas fora das aulas. E olhando agora para trás, vejo que todo o meu trabalho valeu a pena!
     
    No próximo ano letivo irei ingressar no mestrado de Matemática e Aplicações, no Instituto Superior Técnico da "nossa" Universidade de Lisboa.
     
    Lisboa, Julho de 2014.

    Inês Raposo - Aluna do Curso 2011-2014

    FotoA licenciatura em MAEG é bastante completa ao conciliar uma formação essencial em Economia e Gestão com conhecimentos sólidos em Matemática. Este conjunto é visto como uma vantagem competitiva no mercado de trabalho, sendo a licenciatura objecto de grande reconhecimento empresarial.

    Os alunos de MAEG têm acesso a um ensino estimulante, focado e de altos objectivos, e a existência de um única turma facilita a aprendizagem e o acompanhamento individual, caso seja necessário. São esperados rigor, empenho e dedicação por parte dos alunos.

    A existência de um Director de Estudos destinada a facilitar a transição do Ensino Secundário para o Ensino Superior e as Jornadas de MAEG são elementos que também contribuem para uma licenciatura que se distingue e que funciona enquadrada num ambiente inclusivo de entreajuda.

    Francisco Serrano - Aluno do Curso 2011-2014

    FotoCedo percebi que a licenciatura de Matemática Aplicada à Economia e Gestão era o curso indicado para mim. Na altura gostava de matemática e tolerava economia. Mas via no currículo deste curso uma grande versatilidade, via não só matemática, mas também outras matérias na qual aplicá-la. E assim foi.

    Desde o início do curso que se estuda matemática (especialmente no seu ramo de análise e investigação operacional, estatística e probabilidades) com grande rigor e profundidade, juntamente com outras disciplinas tanto de Economia como de Gestão e Finanças. E logo se chega a uma conclusão inédita. De facto, todas as cadeiras mais abstractas e, por isso, um tanto mais exigentes e com maior dificuldade para encontrar uma componente prática e útil, são precisamente essas cadeiras que tornam possível um entendimento mais fácil e rápido de qualquer outra matéria. Isto é, este curso ensina a pensar. E tanto é assim, que vistas as coisas de outra perspectiva, uma perspectiva mais analítica e rigorosa, as disciplinas de Economia ganham outro encanto, e deixaram de ser toleradas, para lhes achar uma certa graça.

    Este curso torna-se assim algo enigmático. No início tudo indica que é um curso difícil, com cadeiras difíceis e professores exigentes. Mas na prática, encontra-se precisamente aí a sua facilidade. É que desta forma está indicado o caminho bem traçado e definido: Trabalho. Sabemos desde o início que é preciso estudar. E se existe estudo, o difícil torna-se interessante, e a exigência dos professores só torna o estudo mais concreto e objectivo.

    Por tudo isto, acho que esta licenciatura é um bom passo para quem gosta de matemática, e abre portas para as mais diversas áreas, tais como finanças, economia, gestão, mas também para todas as áreas relacionadas com matemática pura ou aplicada.

    Gabriela Kinnunen da Silva - Aluna do curso 2010-2013

    GabrielaDesde muito jovem que sempre tive um grande interesse por Matemática, interesse esse que foi crescendo ao longo dos anos. Tornou-se então naturalmente evidente o caminho a seguir: candidatar-me à Licenciatura em MAEG.

    Mas porquê MAEG? Porque mais importante do que a Matemática em si, é a sua utilidade e o seu impacto no "mundo real" e MAEG permitiu-me obter isso. A Licenciatura fornece-nos os conhecimentos e as ferramentas necessárias para com uma base sólida de Matemática poder ter efeitos visíveis em áreas como Economia, Gestão ou Finanças. Não nos ficamos por expressões matemáticas que talvez um dia sirvam para algo de útil na sociedade. Pegamos nos dados que nos dão, nas restrições que nos impõem, ponderamos no problema e criamos soluções. Tudo isto porque aprendemos a programar, a trabalhar com vários tipos de software, a utilizar a estatística como instrumento para a tomada de decisões, enfim, aprendemos a criar valor.

    A licenciatura é, portanto, muito rica a nível de ensino. No entanto, é também muito exigente e ao longo do curso deparamo-nos com vários obstáculos, tanto a nível académico como a nível de adaptação, entre outros. Deve, porém, ser tudo encarado como um desafio, pois no final, todo o esforço valerá, certamente, a pena.

    Ricardo Moreira - Aluno do curso 2010-2013

    RicardoO meu nome é Ricardo Moreira e terminei este ano a licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão.

    Este é um curso ímpar em Portugal, que oferece aos alunos, através da conjugação de muitas cadeiras em Matemática com uma formação muito sólida em Economia, a oportunidade de seguir uma carreira em qualquer actividade dos sectores económico e financeiro ou ainda em investigação.

    É fundamental num estudante de MAEG o espírito criativo, a vontade de aprender, o gosto por desafios e, claro, o gosto pela Matemática. Isto porque o curso é exigente e pede sempre algo mais da capacidade de raciocínio dos estudantes. No entanto, e precisamente por isso, um bom aluno de MAEG estará muitíssimo bem colocado para encontrar as melhores oportunidades no mercado de trabalho, ou na prossecução da sua formação em Mestrado ou Doutoramento.

    Acho importante referir que a licenciatura em MAEG está muito bem estruturada e que o corpo docente que lhe está associado é extraordinário. Como em cada ano são admitidos apenas cerca de 40 alunos, os Professores acabam por nos acompanhar e ajudar ao longo de todo o curso e há também um espírito de grupo e entreajuda muito forte entre os alunos de todos os anos.

    No próximo ano estarei em Londres, a fazer um Mestrado em Matemática Aplicada na London School of Economics.

    Bárbara Tomé - Aluna do curso 2010-2013

    BarbaraOlá a todos,

    O meu nome é Bárbara Tomé e concluí agora a licenciatura em MAEG. Há 3 anos atrás quando me candidatei a este curso sabia que estava a correr um risco, uma vez que no ensino secundário estudei na área de Ciências e Tecnologias e como tal não tinha formação na área de Economia, ao contrário de muitos dos meus colegas. No entanto a elevada taxa de empregabilidade e o programa de estudos atraíram-me bastante e hoje não tenho dúvidas que foi a decisão correta para mim.

    Esta licenciatura tem a grande vantagem de permitir o contacto com diferentes tópicos de diversas áreas da Economia, Gestão e Matemática, sendo que no último ano cabe a cada um de nós escolher algumas cadeiras de acordo com as áreas em que temos mais interesse e com a carreira que pretendemos seguir.

    É importante salientar que não se trata de um curso fácil, exige muito trabalho, esforço e dedicação e acima de tudo capacidade de adaptação e autonomia: os alunos de MAEG tanto têm de ser capazes de fazer demonstrações matemáticas como debater os efeitos de uma alteração da política fiscal. Existem algumas cadeiras cujo grau de dificuldade é particularmente elevado, mas é uma parte importante da formação saber lidar com obstáculos e desafios.

    Neste momento estou no Reino Unido, a realizar um MPhil em Management and Operations na Universidade de Cambridge.

     Cambridge, Outubro de 2013

     

    Nadine Pereira - Aluna do curso 2010-2013

    Nadine2A minha opção por MAEG deveu-se sobretudo ao gosto que sempre tive por matemática. Confesso que não conhecia as áreas da Economia e Gestão, no entanto, rapidamente me apercebi da importância destas áreas no mercado de trabalho.

    Penso que MAEG é uma licenciatura muito completa e exigente. Permite-nos desenvolver um raciocínio matemático e um conjunto de métodos e conhecimentos essenciais para a qualquer trabalho na área. Como somos apenas uma turma, praticamente todos os professores nos conhecem e estão sempre dispostos a ajudar. A maioria das aulas são dadas para uma única turma e não para um anfiteatro carregado de alunos o que, para mim, também é um aspeto muito positivo.

    MAEG é sobretudo uma excelente base para ingressar num mestrado nas mais variadas áreas, como econometria, ciências atuariais, finanças, investigação operacional, economia, gestão, contabilidade, etc.  A minha escolha centrou-se nas finanças e, como tal, preparo-me para iniciar o mestrado em Finance na Universidade de Lausanne, na Suiça.

    Por fim, posso dizer que adorei a licenciatura e que, se voltasse atrás, não teria dúvidas em escolhe-la novamente! Dito isto, recomendo MAEG a todos os que gostam de matemática e que procurem uma licenciatura na área da economia e gestão com uma forte componente quantitativa.

    Filipe Santos - aluno do curso 2007-2010

    O meu nome é Filipe Santos e terminei a licenciatura em MAEG no ano de 2010. Escolhi este curso porque combina a componente matemática, a que mais me agrada, com a componente da economia e da gestão que no mundo actual é fundamental para o sucesso no mercado de trabalho. Assim além de ganhar ferramentas matemáticas de muita utilidade obtidas em Investigação Operacional, Estatística, Probabilidades ou Econometria, também se adquire um raciocínio matemático fluente e rigoroso que nos permite ver os problemas de outra forma.
    Actualmente sou monitor na cadeira de Matemática I do curso de economia, o que só me é possível exercer com competência dados os conhecimentos adquiridos em Álgebra Linear e nas cadeiras de Análise Matemática.
    Concluindo, penso que MAEG combina de forma bem conseguida os aspectos mais importantes da matemática e as suas aplicações no mundo real, nomeadamente no que respeita aos fenómenos económicos. E é ainda uma excelente base para qualquer mestrado que se queira seguir.

    Carlos Oliveira - aluno do curso 2007 - 2010

    A licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão (MAEG) é uma aposta ganhadora para qualquer colega que a escolha. Além da formação sólida que nos proporciona em áreas como a Investigação Operacional, Econometria, Estatística, … essencial para sermos bons profissionais nestas áreas, a licenciatura é amplamente reconhecida no mercado de trabalho, facilitando-nos a integração no mesmo. Neste momento encontro-me a fazer mestrado em Matemática Financeira, também no ISEG, área para a qual os licenciados em MAEG se encontram muito bem preparados.

    Parece-me importante referir que a relação existente entre o corpo docente que lecciona a maioria das cadeiras desta licenciatura e os alunos é bastante boa, havendo quase sempre disponibilidade total para quem gosta e necessita de trabalhar fora das aulas.

    Fora das aulas o ambiente é bastante bom. As turmas do MAEG com que contactei mostraram sempre um enorme espírito de entreajuda e de integração para com os novos colegas.

    Concluindo, aconselho todos os que gostam de matemática e têm interesse pela realidade económica e financeira a arriscarem nesta licenciatura, pois certamente terão um retorno muito positivo em termos pessoais e mais tarde em termos profissionais.

    Um abraço,

    Carlos Oliveira

    Ana Carla Sequeira - Aluna do curso 2007 - 2010

    Quando escolhi MAEG pouco sabia sobre o curso. Era um curso muito exigente e que tinha uma elevada taxa de empregabilidade, mas para além disso apenas tinha consciência de que seria um grande desafio. Agora que terminei a licenciatura estou mais do que satisfeita com a minha decisão. É verdade que tem algumas disciplinas mais difíceis. E também é verdade que exige bastante trabalho e dedicação. Mas é todo o empenho que lhe dedicamos e as barreiras que ultrapassamos que fazem com que, olhando para trás, percebamos a diferença entre o que éramos e o que somos. MAEG acrescenta de facto conhecimento, método e raciocino à nossa formação académica.

    O curso é bastante completo, pois inclui disciplinas de matemática pura e aplicada, programação, economia e gestão. Estas dão-nos uma base de conhecimentos sólida e versátil e permitem-nos, no futuro, escolher um mestrado tanto da área dos métodos quantitativos como da área da economia ou da gestão. E é por este motivo que temos, depois, um leque tão vasto de saídas profissionais "à nossa espera". Desde banca a seguradoras, passando por consultoras e institutos estatísticos ou mesmo a nível académico, várias são as opções disponíveis.

    É importante salientar ainda a qualidade de todo o corpo docente e a sua disponibilidade e acompanhamento, que sobretudo ao longo do primeiro ano, assumem especial importância, facilitando o processo de adaptação à universidade. Neste aspecto, somos beneficiados por sermos, por ano, apenas uma turma.

    MAEG é indicado para todos aqueles que aliem a paixão pela matemática à capacidade de trabalho e tenham grandes ambições a nível profissional.

    Thomas Joel Verheij - Aluno do curso 2007 - 2010

    ThomasO meu nome é Thomas Joel Verheij e terminei o curso de Matemática aplicada à Economia e Gestão em 2010.

    Penso que MAEG é uma excelente licenciatura que fornece elevados conhecimentos tanto na área da matemática como na área da economia. Para além da sua componente forte e exigente de matemática, também fornece bases para seguir uma carreira profissional ou académica na área da economia.

    Gostei muito da licenciatura e do espírito académico existente no curso e entre as pessoas. Estou neste momento a tirar o mestrado em Economia Monetária e Financeira também no ISEG.

    Aconselho a licenciatura de MAEG a todos que gostam de matemática.

    Cláudia Duarte - Aluna do curso 2003-2008

    Cláudia Duarte Desde sempre gostei de matemática. Porém, durante o liceu, apercebi-me do número limitado de empregos na via ensino e fiquei indecisa. Acabei por tomar conhecimento do curso de MAEG num jornal, que referia as vagas de ensino superior do ano anterior.

    Informei-me melhor e decidi arriscar. E, devo dizer, nunca pensei gostar tanto!
    MAEG é um curso completo, que alia o rigor da matemática às aplicações práticas nas áreas de economia e finanças. E, para quem não sabe, elas são imensas e em constante expansão! Eu decidi apostar num mestrado em matemática financeira mas, também a investigação operacional, a econometria e as ciências actuariais são áreas muito interessantes focadas no curso.

    Uma experiência definitivamente marcante foi a oportunidade de ser monitora de colegas de MAEG, que me permitiu ajudar os outros e consolidar os meus conhecimentos.

    O estágio curricular no Banco de Portugal e, actualmente, o emprego na área de risco fazem-me compreender a importância da preparação e das competências que me foram incutidas na licenciatura.

    Por tudo o que referi, pelo espírito académico, por um emprego de futuro, recomendo MAEG, sem hesitações!

    27 de Setembro de 2008

    Raul Narciso - Aluno do curso 2004-2008

    Raul Narciso Olá a todos.

    O meu nome é Raul Narciso e terminei o curso de MAEG em Julho de 2008 (já com plano de estudos de Bolonha). Na minha opinião foi uma enorme mais-valia os anos em que estive no ISEG, pois foi com esta licenciatura que desenvolvi o gosto e as ferramentas necessárias para seguir os meus estudos nas ciências em que o curso assenta (Estatística, Investigação Operacional, Econometria, Matemática Financeira…), sem falar das experiências e amizades valiosas. Parece-me importante salientar que este é um curso com base em Matemática, portanto apenas o aconselho aos que gostam bastante desta matéria. MAEG é um curso árduo, com algumas cadeiras pesadas e difíceis, mas muitíssimo interessantes após a sua compreensão. É uma licenciatura única, com pessoas excepcionais tanto a nível de alunos como de professores e as turmas com as quais tive contacto tinham um ambiente extraordinário e de grande entreajuda.

    Relativamente á adaptação de novos alunos, esta parece-me bastante mais fácil do que em outros cursos do ISEG, devido ao mais reduzido número de alunos e, consequentemente maior união entre os mesmos. A relação com os professores é também, geralmente, mais pessoal e diferente da normal relação professor-aluno, o que é sempre uma mais-valia para uma boa carreira universitária.

    Estou neste momento em Inglaterra, na Universidade de Birmingham a fazer o mestrado em Mathematical Finance, e até agora os conhecimentos adquiridos na licenciatura têm sido uma ajuda fundamental na minha aprendizagem aqui no Reino Unido. Por fim, acho que posso dizer que a licenciatura em MAEG permite geralmente o rápido ingresso no mercado de trabalho, mas também uma continuação da carreira académica.

    Sem mais despeço-me,
    Raul Narciso

    Mariana Santos - Aluna do Curso 2004-2007

    Mariana Santos O meu nome é Mariana Santos e frequentei o curso de MAEG entre os anos de 2004/2005 e 2006/2007. Escolhi este curso porque sempre gostei muito da área de matemática e desde o secundário que tinha facilidade em aprender esta matéria. No entanto não queria seguir matemática via ensino pelo contrário queria um curso com um vasto conjunto de saídas profissionais e foi isso que encontrei em MAEG. Na minha opinião o curso está muito completo pois foca-se não só na área de matemática mas também em áreas como a economia e a contabilidade.

    Fui finalista do curso de MAEG no ano de 2006/2007 e neste momento estou a tirar um mestrado em Ciencias Actuariais que é uma área que estou a gostar imenso. Da informação que tenho de colegas meus que acabaram a licenciatura na mesma altura que eu ou estão a trabalhar ou a tirar um mestrado.

    MAEG é um curso que aconselho vivamente a todos aqueles que gostem realmente de matemática porque apesar de ter algumas cadeiras mais difíceis é muito interessante a matéria que se aprende e acima de tudo é um curso que dá muita prática para a vida profissional e a teoria necessária para uma carreira académica.

    Filipa Carolina Pinto Lopes Gonçalves - Aluna do curso 1999 - 2004

    Filipa Gonçalves Ingressei na licenciatura em MAEG devido à minha paixão pela Matemática e por não querer limitar-me a ela no seu estado puro ou seguir a via ensino. Terminei no ano lectivo 2002/2003 e, se voltasse atrás, faria tudo igual.
    O curso possui uma estrutura curricular muito completa. Assenta numa base matemática importante mas, depois, aborda áreas passíveis de aplicação na resolução de problemas quotidianos com que nos deparamos no nosso percurso profissional.
    Durante o estágio curricular, desenvolvi um modelo explicativo dos spreads de crédito, sob a orientação do Professor Santos Silva. Este projecto permitiu a consolidação dos conhecimentos adquiridos numa aplicação útil para a instituição onde colaborei.

    Considero que o factor distintivo deste curso é a sua abrangência, que possibilita o desenvolvimento da capacidade de raciocínio com o intuito de ultrapassar as dificuldades.

    Miguel Balbina - Aluno do Curso 1997 - 2002

    Miguel Balbina A licenciatura em MAEG dota o aluno de uma vasta formação em Estatística, Econometria, Investigação Operacional, Cálculo Financeiro e Análise Económica, instrumentos fundamentais de previsão e decisão ao nível de custos, proveitos, gestão de recursos, entre outros factores. As cadeiras de Álgebra Linear e de Análise Matemática ministradas no primeiro ano da Licenciatura são fulcrais pois funcionam como um ponto de partida para muitas das cadeiras ao longo do curso. Ao longo do curso são apresentados vários instrumentos informáticos que permitem ao aluno a obtenção rápida de resultados e correspondente análise num determinado contexto económico.

    Uma outra componente importante nesta licenciatura é a realização de um estágio final, durante o qual o aluno toma contacto com a realidade de uma empresa, e onde pode aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo da licenciatura. As saídas profissionais mais importantes são fundamentalmente: Banca, Seguros, Instituições Financeiras, Logística e Transportes, Instituições Públicas e Informática.

    Para mim, que sempre gostei de Matemática, adorei esta licenciatura. Em primeiro lugar, porque quando terminei o ensino secundário tinha uma pequena ideia das reais aplicações da Matemática, o que foi aumentando ao longo do curso, à medida que fui adquirindo conhecimentos nas áreas da Estatística, Econometria, Investigação Operacional, e suas várias aplicações. Em segundo lugar, o estágio realizado no Banco de Portugal deu-me um maior conhecimento do Mercado Financeiro Português, para além de compreender o funcionamento de uma das maiores instituições do país.

    Actualmente, na McLane Portugal, está a projectar-se a criação de um algoritmo de optimização das várias rotas pelas quais se faz a distribuição de produto aos clientes, para o que contribuirá decisivamente a minha formação em Investigação Operacional.

    Carla Sofia Batalha Machado - Aluna do curso 1996 - 2001

    Carla Machado Fui finalista do curso de Matemática Aplicada à Economia e à Gestão e sinto-me extremamente feliz e orgulhosa por isso. Escolhi este curso porque sempre gostei muito de Matemática e não queria uma licenciatura vocacionada apenas para essa área tão específica.
    E eis que não me arrependi, até pelo contrário! Permitiu-me um grande leque de informações em diversas vertentes nomeadamente Estatística, Econometria, Investigação Operacional, Informática, bases fundamentais de Economia e Gestão.

    É pela diversidade e grande aprofundamento dos conhecimentos que considero que este curso prevalece perante muitos outros do mesmo ramo. Por esta razão estou confiante quanto às saídas profissionais que MAEG nos proporciona, sem falar do estágio curricular que nos permite uma entrada mais fácil no mundo do trabalho.

    Carla Machado

    Rui Filipe Marques Ferreira - Aluno do curso 1996 - 2001

    Rui Ferreira "A sociedade actual é cada vez mais exigente para com os seus elementos activos. Ao mesmo tempo que valoriza conhecimentos profundos em áreas de conhecimento concretas (especialização), recompensa os que possuem uma visão abrangente e multidisciplinar (flexibilidade).

    É neste contexto que o curso de MAEG me preparou para os diversos desafios que já fui encontrando ao longo do meu percurso profissional. Preparou-me nas áreas técnicas, para conseguir responder com exactidão e rigor, ao mesmo tempo que me facultou o conhecimento interdisciplinar decorrente da integração das várias áreas económicas: desde gestão, economia até contabilidade e finanças.

    O sucesso desta fórmula (estrutura curricular muito equilibrada e prática, consolidada por estágio profissional integrado) é bem visível pelos resultados obtidos: altíssimas taxas de emprego, elevados número de recorrências (empresas que possuem Maeguianos voltam a recorrer a profissionais com esta formação) e, acima de tudo, uma grande satisfação em ser um Maeguiano."

    Rui Ferreira

    Manuel Beja - Aluno do curso 1993 - 1998

    Manuel Beja O curso de MAEG é uma licenciatura sólida nas áreas de matemática e ciência económica. É mais generalista que outras licenciaturas de Matemática, ao abrir as portas para o fascinante mundo da Economia, e mais especializado que as licenciaturas das escolas de Economia e Gestão. Por este motivo os seus licenciados aliam competências específicas nas áreas de Estatística, Investigação Operacional e Econometria a uma cultura económica que lhes permite extravasar estes domínios. Juntam o "saber fazer" com o "saber pensar", para lá da sua área de estudo.
    Em 2001 complementei a minha formação com um MBA no INSEAD. Os conhecimentos adquiridos ao longo da licenciatura foram meio caminho andado para todas as cadeiras de "hard skills", matemáticos ou económicos, que tive ao longo do MBA.
    O ISEG é uma escola diversa e plural, que expõe os seus alunos a ideias de diferentes escolas de pensamento económico, numa saudável variedade. A vida no ISEG é rica para lá do estritamente académico. Criei no ISEG boa parte das amizades de hoje e aumentei a cultura da participação cívica.
    Em suma, não hesito em recomendar a licenciatura de MAEG e o ISEG a quem goste muito de Matemática (indispensável gostar!) mas que não goste apenas de Matemática, e tenha interesses mais largos.

    Março de 2006

    Manuel Beja
    Associate Partner, Novabase Consulting

    Nuno Narciso Teixeira da Silva - Aluno do curso 1991 - 1996 - Média: 15 valores

    Nuno Silva A minha escolha da licenciatura em MAEG baseou-se em duas razões fundamentais: o gosto pelas matérias de matemática aplicada (Estatística, Investigação Operacional, Econometria, ...); e, a indiferença que manifesto face às cadeiras de economia e gestão de carácter mais social (história, direito, ...). A licenciatura estava bem estruturada e correspondeu por completo às minhas expectativas, ainda que tenha sentido um pequeno desajustamento dos conteúdos de algumas cadeiras de matemática mais avançada.

    Apesar do estágio curricular não ter contribuído directamente para a minha colocação profissional, senti que foi uma mais valia muito importante porque permitiu-me avaliar os conhecimentos adquiridos ao longo dos quatro anos teóricos da licenciatura e contactar pela primeira vez com um ambiente mais hostil e competitivo como é o profissional.

    Com estas duas ferramentas (parte teórica da licenciatura e estágio) acabou por não ser complicado arranjar uma colocação profissional do meu agrado, ainda que tenha colocado determinados requisitos à minha realização profissional, sendo um deles a permanente utilização dos conhecimentos adquiridos na licenciatura. Assim, quando surgiu a possibilidade de ingressar no Departamento de Estatística do Banco de Portugal não hesitei em batalhar pela posição que actualmente ocupo nesta instituição - Técnico Assistente.

    Em suma, a licenciatura em MAEG fornece aos seus licenciados, para além de todas as outras vantagens reconhecidas, a capacidade de pensar.

    Lisboa, 14 de Dezembro de 1999