Google

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

MAEG  >  Francisco Serrano - Aluno do Curso 2011-2014

Licenciatura em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão

Depoimentos de Alunos Link

Francisco Serrano - Aluno do Curso 2011-2014 Link

FotoCedo percebi que a licenciatura de Matemática Aplicada à Economia e Gestão era o curso indicado para mim. Na altura gostava de matemática e tolerava economia. Mas via no currículo deste curso uma grande versatilidade, via não só matemática, mas também outras matérias na qual aplicá-la. E assim foi.

Desde o início do curso que se estuda matemática (especialmente no seu ramo de análise e investigação operacional, estatística e probabilidades) com grande rigor e profundidade, juntamente com outras disciplinas tanto de Economia como de Gestão e Finanças. E logo se chega a uma conclusão inédita. De facto, todas as cadeiras mais abstractas e, por isso, um tanto mais exigentes e com maior dificuldade para encontrar uma componente prática e útil, são precisamente essas cadeiras que tornam possível um entendimento mais fácil e rápido de qualquer outra matéria. Isto é, este curso ensina a pensar. E tanto é assim, que vistas as coisas de outra perspectiva, uma perspectiva mais analítica e rigorosa, as disciplinas de Economia ganham outro encanto, e deixaram de ser toleradas, para lhes achar uma certa graça.

Este curso torna-se assim algo enigmático. No início tudo indica que é um curso difícil, com cadeiras difíceis e professores exigentes. Mas na prática, encontra-se precisamente aí a sua facilidade. É que desta forma está indicado o caminho bem traçado e definido: Trabalho. Sabemos desde o início que é preciso estudar. E se existe estudo, o difícil torna-se interessante, e a exigência dos professores só torna o estudo mais concreto e objectivo.

Por tudo isto, acho que esta licenciatura é um bom passo para quem gosta de matemática, e abre portas para as mais diversas áreas, tais como finanças, economia, gestão, mas também para todas as áreas relacionadas com matemática pura ou aplicada.