facebookPixel

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Programa de Doutoramento em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão

Depoimentos de antigos alunos

    Nuno Azevedo

    Após trabalhar na banca comercial durante cinco anos, vi no Doutoramento em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão (MAEG) uma excelente oportunidade para uma mudança profissional. A escolha baseou-se na reputação do ISEG e na multidisciplinaridade oferecida pelo programa (que conjuga matemática com economia, gestão e ciências atuariais). A meu ver, o Doutoramento permitiu-me regressar ao mercado de trabalho dotado de competências técnicas superiores, com um currículo mais especializado, mais competitivo e, como seria de esperar, numa posição mais valorizada.

    Atualmente exerço funções de Técnico Assessor no Departamento do Estatística do Banco de Portugal, e colaboro com a Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, onde leciono aos três ciclos de ensino.

    Liliana Pereira

    O Programa Doutoral em Matemática Aplicada à Economia e Gestão foi uma experiência extremamente enriquecedora em termos pessoais, académicos e profissionais.

    Por possuir uma formação académica nas áreas de Matemática e Estatística, a frequência deste Programa Doutoral permitiu-me explorar uma nova área de investigação, mais aplicada, desenvolvendo conhecimentos e metodologias numa área tão fundamental como a Financeira.

    É de destacar a qualidade e acompanhamento feito pelo corpo docente ao longo de todo o programa, o ambiente de partilha de experiências e conhecimentos, a motivação para participar em seminários e conferências, incutindo desta forma em todos nós um espírito crítico e de constante interpelação, o que permite o nosso crescimento enquanto investigadores e académicos.

    Foi um desafio que, por certo, marcará o resto da minha vida.