Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

PDMAEG  >  Regime de Acesso

Programa de Doutoramento em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão

Regime de Acesso 2018/2019

Requisitos de Acesso

⦁ Os candidatos deverão ser detentores do grau de Mestre ou de Licenciado (na condição de a licenciatura ter curriculum de quatro ou mais anos) em Matemática, Estatística, Economia, Finanças, Gestão, Física ou Engenharia. Em todos os casos o plano curricular do grau e as classificações obtidas têm de garantir uma formação sólida em Matemática.

⦁ Serão aceites condicionalmente candidatos que ainda não preencham as condições anteriores e tenham uma expectativa razoável de as vir a preencher antes da data do início da edição do Programa a que se candidatam.

⦁ Excepcionalmente, podem ser aceites candidatos que não detenham nenhum dos graus acima referidos mas cujo curriculum científico, académico e profissional seja considerado adequado à frequência do Programa.

⦁ Carta de motivação.

⦁ Projecto de tese.

⦁ Duas cartas de recomendação redigidas por investigadores que trabalhem numa das áreas científicas do programa. Essas cartas devem ser enviadas pelos autores para susanab@iseg.ulisboa.pt e devem:

      > referir quando e em que qualidade o investigador interagiu consigo; 

      > tecer comentários sobre as suas qualidades a nível académico; 

      > referir-se à percepção que o investigador tem da sua capacidade de trabalhar de forma independente e produzir investigação ao nível do doutoramento; 

      > conter o nome, instituição e posição nela desempenhada pelo investigador que escreve a carta.