Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Trabalho Final de Mestrado

Ano Lectivo: 2010/2011
Aluno: ANNE-SOPHIE CAVACO NUNES (37240)
Mestrado: Finanças
Tipo: Dissertação
Título do Trabalho Final de Mestrado: Os determinantes da performance do sector bancário durante a crise financeira: o caso dos países do Eurosistema
Sub Título:
Comentário: -
Instituição: -
Homologação: Dia 06/10/2011 às 14:38 por JOSÉ ANTÓNIO CORREIA PEREIRINHA

Resumo

A presente investigação pretende estudar os determinantes internos e externos da performance do sector bancário para dois subperíodos, antes e depois da crise financeira: 2005-2007 e 2008-2009. A amostra, baseada no Bankscope, é constituída por 358 bancos representativos dos 16 países do Eurosistema. São estimados dois modelos explicativos da performance bancária, o primeiro é aplicado a cada um dos subperíodos, o segundo avalia o impacto diferencial, provocado pela crise, nos coeficientes das variáveis estudadas. A performance bancária é avaliada pelo Return On Average Asset (ROAA). Os determinantes internos testados foram o capital, a liquidez, a qualidade do activo, a diversificação da actividade, os custos e a dimensão. Os determinantes externos foram: o PIB, a inflação, o desemprego e a concentração do mercado. Os resultados empíricos destacam o efeito positivo da diversificação sobre a performance bancária. Em ambos os subperíodos, os custos, a qualidade do activo e a liquidez apresentam uma relação inversa com a performance. O capital exibe uma relação positiva, sendo que no segundo período a crise diminuiu o efeito positivo. A crise provocou uma diminuição do nível da performance média no conjunto dos países analisados, contudo, o modelo de análise do impacto diferencial não identificou evidências relativamente à relação entre a performance bancária e as variáveis macroeconómicas estudadas. Apenas a concentração apresenta uma relação com a performance bancária, no entanto os resultados não são estáveis, não evidenciando nenhuma das teorias Structure-Conduct-Performance (SCP) ou Efficiency-Structure (ES). (Português)

This research seeks to study which internal and external factors have contributed to bank performance during two specific periods, one the pre-recession (2005-2007) and the other post-recession (2008-2009). Using Bankscope's database, the analysis focuses on 358 banks. This sample is representative of the bank sector of the 16 Eurosystem member states. Bank performance is explained using two models: the first model is applied to each of the two periods; the second includes crisis as a dummy variable and it aims to explain how the recession has impacted on the coefficients of the variables studied. Bank performance is measured through Return On Average Asset (ROAA). The internal factors tested are the bank's capital, liquidity, asset quality, activity diversification, costs, and size. The external factors considered are sectorial concentration, GDP, inflation, and unemployment. Empirical results highlight that diversification has had a positive effect on banks' performance. These two periods depicted an inverse relationship between performance and costs, asset quality and liquidity. Banks? capital shows a positive relationship with performance, although in the second period the positive effect is lower, due to the recession. The financial crisis has triggered a reduction in the average performance level in the Eurosystem countries. Nevertheless, no evidence was found of a relationship between bank performance and the macroeconomic variables studied. Sectorial concentration is an exception, but the relationship is not constant. There is no evidence for Structure-Conduct-Performance (SCP) or Efficiency-Structure (ES) theories. (Inglês)

Palavras-chave

determinantes da performance, ROA, bancos, Eurosistema, crise financeira (Português)

performance factors, ROA, banks, Eurosystem, financial crisis (Inglês)

Resumo Alargado

O Resumo Alargado ainda não foi submetido.

Trabalho Final de Mestrado

TFM - Anne-Sophie Cavaco Nunes l37240.pdf (440KB)

Data da Prova Pública

Data da Prova Pública: 08-11-2011 13:00
Voltar