facebookPixel

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG)

Notícias

Publicar Publicado em: 02-01-2013

MENSAGEM ÀS COMUNIDADES ACADÉMICAS


Mensagem às comunidades académicas

Foi hoje publicado o decreto-lei que procede à fusão entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa ( Decreto-Lei n.º 266-E/2012, Diário da República, n.º 252, 2.º Suplemento, Série I, de 31 de Dezembro de 2012).

É um momento particularmente importante de um processo no qual, colectivamente, nos envolvemos. Regista-se com particular agrado que o decreto-lei respeita as lógicas de participação e de decisão democrática no seio das duas universidades, estipula a integração do Estádio Universitário na nova Universidade e resolve problemas existentes há décadas com o património da UL e da UTL.

Queremos agradecer a todos aqueles que, ao longo dos últimos anos, trabalharam na concretização deste projecto, desde os conselhos gerais aos senados, desde os membros dos grupos de trabalho aos docentes, investigadores, estudantes e membros do pessoal não docente.

Agora, temos um período de cerca de três meses para a elaboração, discussão pública e aprovação dos Estatutos da nova Universidade. Pedimos a todos, desde já, que participem neste debate, ajudando a construir os contornos da nova "Universidade de Lisboa", fruto da fusão entre as duas principais universidades de Lisboa.

Entretanto, aguardamos que a Assembleia da República aprove as alterações ao Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES), concedendo à nova Universidade, como se prevê no preâmbulo do decreto-lei, um "quadro jurídico de autonomia reforçada" enquanto universidade pública (pessoa colectiva de direito público).
Logo que os Estatutos sejam aprovados e homologados pelo Governo abrir-se-á o processo de eleição do Conselho Geral e, posteriormente, do Reitor da nova Universidade.

No momento em que os dois conselhos gerais vão reunir com os reitores, constituindo se em Assembleia Estatutária, convidamos as duas comunidades académicas a participarem numa sessão solene conjunta de abertura do ano académico, que terá lugar no dia 16 de Janeiro, quarta-feira, às 17 horas, na Aula Magna da Universidade de Lisboa (ao Campo Grande).

Lisboa, 31 de Dezembro de 2012

António Cruz Serra, Reitor da Universidade Técnica de Lisboa
António Sampaio da Nóvoa, Reitor da Universidade de Lisboa