Search button
Eventos Culturais

Concerto Antena 2 | Tamila Kharambura e Philippe Marques

11 Fev das 19:00 às 20:05
Auditório Caixa Geral de Depósitos

Apresenta:

Tamila Kharambura, violino
Philippe Marques, piano

 

11 de Fevereiro de 2016 | 19h00

Auditório Caixa Geral de Depósitos | Instituto Superior de Economia e Gestão

 

Programa

Lançamento do CD "João Domingos Bomtempo – Sonatas (II)"
 
F. Schubert (1797-1828) Impromptu D. 899, Op. 90 nº 1
 
João Domingos Bomtempo (1775-1842) Grande Sonata, Op. 9 nº 1
Allegro Maestoso Cantabile
Larghetto con molto Espressione
Allegro Vivace
 
João Domingos Bomtempo Grande Sonata, Op. 9 nº 3 
Largo – Allegro Assai
Minuetto e Trio: Presto
Adagio con molto Espressione
Rondo: Allegro Spirituoso
 
Tamila Kharambura, violino
Philippe Marques, piano
 
65 minutos

 

Tamila Kharambura foi distinguida em 2011 com o Prémio Maestro Silva Pereira / Jovem Músico do Ano na 25ª edição do Concurso Prémio Jovens Músicos, no qual recebeu também o 1º Prémio em Violino – Nível Superior. Nascida em Lviv, na Ucrânia em 1990 numa família de músicos, iniciou aos quatro anos a aprendizagem do violino com a mãe, Elena Kharambura. Posteriormente estudou com Gareguin Aroutiounian na Escola Superior de Música de Lisboa, com Pavel Vernikov na Scuola di Musica di Fiesole, em Itália, com Vesna Stankovic-Moffatt na Kunstuniversität de Graz, na Áustria e com Pierre Amoyal na Universidade Mozarteum, em Salzburgo (Áustria). Tem-se apresentado regularmente a solo com diferentes orquestras em Portugal e no seu país natal, entre as quais são de destacar a Orquestra Gulbenkian, a Orquestra Metropolitana de Lisboa, a Orquestra Sinfónica Portuguesa, a Orquestra Artquest, a Orquestra Clássica do Centro, a Orquestra da Escola Superior de Música de Lisboa e a Orquestra de Câmara "Lviv Virtuosi" da Orquestra Filarmónica de Lviv (Ucrânia), tendo tocado sob a direcção de Osvaldo Ferreira, Pedro Neves, Miguel Henriques, David Wyn Lloyd, Vasco Azevedo, Luís Carvalho, Serguiy Burko, Cesário Costa, Pedro Carneiro e Jéan-Sébastien Béreau. É também uma ativa intérprete de música de câmara, tendo colaborado com músicos como Diemut Poppen, Alexander Chausian, Alexander Lonquich, Tanja Becker-Bender, Vesna Stankovic-Moffatt, Christian Euler e Julian Arp, e de forma mais regular com as pianistas Karina Aksenova, Inês Andrade (com quem formou o Art Duo – grupo laureado do Concurso Prémio Jovens Músicos 2011 na categoria de música de câmara) e com Anna Ulaieva, com quem foi laureada na Académie de Musique de Lausanne 2014 e com quem já se apresentou em recital em Portugal, na Áustria, na Alemanha e na Suíça.
Tem colaborado também como membro de tutti substituto na Orquestra Gulbenkian, na Orquestra Volksoper de Viena e na Orquestra de Câmara de Viena (Áustria). Ao longo do seu percurso recebeu, entre outros, o Grand-prix no Festival Internacional de Interpretação Musical e Pedagogia, realizado na Madeira (2005), o 1º prémio no II Concurso de Violino Tomás de Borba, na categoria dos 15-18 anos, em Lisboa (2006) e o 1º Prémio no Concurso Prémio Jovens Músicos RDP Nível Médio em 2007 (categoria até 18 anos). Foi bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian entre 2011 e 2014. Frequentou master classes com G. Aroutiounian, Z. Bron, G. Pavliy, S. Kravchenko, A. Mihlin, D. Garlitsky, P. Vernikov, I. Volochine, S. Makarova, L. Issakadze, V. Stankovic-Moffatt, P. Amoyal, R. Levin, R. Davidovici, R. Honeck, N. Chastain e G. Schulz.
 
Philippe Marques nasceu em 1991 na cidade de Lausanne, na Suíça. Iniciou os seus estudos musicais em 2001 ao ingressar no Conservatório Regional Silva Marques, onde estudou com a professora Catherine C. Paiva. Em 2006 foi admitido na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa e lá completou o Curso de Piano com 20 valores, na classe do professor Hélder Entrudo. Desde então, tem vindo a atuar regularmente em vários locais do país, dos quais se destacam: Jardim de Inverno do Teatro S. Luiz, Cinema S. Jorge, Teatro Nacional de São Carlos, Salão Nobre do Conservatório Nacional, CCB, Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, Auditório da Universidade Nova de Lisboa, Museu da Música (Lisboa), Grande Auditório da Escola Superior de Musica de Lisboa, Palácio Foz, Casa Verdades de Faria (Cascais), Eborae Mvsica (Évora), Auditório da Universidade de Évora, Teatro Sá da Bandeira (Santarém), Cine-Teatro Caracas (Oliveira de Azeméis), Museu Soares dos Reis (Porto), Grande Auditório do Conservatório de Música do Porto, entre outros. Tem participado em recitais gravados pela Antena 2, incluindo um ciclo de três recitais dedicados à apresentação pública da integral das sonatas para piano de J. D. Bomtempo. Como solista, apresentou-se em Março de 2011 com a Orquestra da Escola Superior de Música de Lisboa, sob a direção do maestro Vasco Pearce de Azevedo, interpretando o primeiro concerto para piano de F. Liszt. Em 2012 deu concertos a solo em Paris e na Califórnia com obras de F. Lopes-Graça, A. Fragoso, Chopin, Scriabin, entre outros. Em 2014, para além de recitais em Paris, participou igualmente numa digressão ao Brasil apoiada pela Direção Geral das Artes / Governo de Portugal e organizada pelo MPMP, movimento patrimonial pela música portuguesa, tendo-se apresentado em alguns dos principais palcos de cinco cidades – dos quais se destaca o Centro Cultural de São Paulo – unicamente com música de compositores portugueses. No âmbito da mesma digressão, gravou para três rádios brasileiras e, ao lado do pianista Duarte Pereira Martins, um programa para a TV Brasil. Ao longo do seu percurso participou também em master classes sob orientação de conceituados professores, entre eles: Luiz de Moura Castro, Sequeira Costa, Artur Pizarro e Dmitri Alexeev. Já colaborou com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa e é membro do Ensemble MPMP. Já estreou obras de vários compositores portugueses e estrangeiros, de entre os quais se destacam Edward Luiz Ayres d'Abreu, Nuno da Rocha, Daniel Moreira, Francisco Tavares e Eli Camargo Jr. Colabora regularmente com músicos como Jan Wierzba, Alberto Roque, Alexander Stewart, Tamila Kharambura, Tiago Oliveira, Duarte Pereira Martins, Isa Antunes, Nuno Cardoso, entre outros. Finalizou em 2014 o Mestrado em Música na Escola Superior de Música de Lisboa – instituição onde se licenciou – com a máxima classificação, sempre sob a orientação do professor Miguel Henriques (pianista e autor do livro The (Well) Informed Piano), frequentando atualmente o Mestrado em Ensino da Música. Lecciona piano no Conservatório de Música da Metropolitana. Os seus últimos projetos incluem a gravação da integral das sonatas para piano de J. D. Bomtempo, num total de quatro CDs, bem como de obras de câmara de Ruy Coelho com Alexander Stewart e o Ensemble MPMP.