Google

Aviso: Se está a ler esta mensagem, provavelmente, o browser que utiliza não é compatível com os "standards" recomendados pela W3C. Sugerimos vivamente que actualize o seu browser para ter uma melhor experiência de utilização deste "website". Mais informações em webstandards.org.

Warning: If you are reading this message, probably, your browser is not compliant with the standards recommended by the W3C. We suggest that you upgrade your browser to enjoy a better user experience of this website. More informations on webstandards.org.

ISEG Comunidade   Serviços   Provedoria do Aluno

Provedoria do Aluno

 

Sejam muito bem-vindos à Provedoria do Aluno

 

Sinto-me muito honrada com a recente nomeação como Provedora do Aluno, uma missão que abraço com muito orgulho e sentido de responsabilidade, prometendo fazer o meu melhor para defender e promover os direitos e interesses legítimos de todos os estudantes inscritos no ISEG, de forma integra e independente, promovendo mecanismos de integração na comunidade académica.

 

A função de provedor vem do século XIX e, de forma muito resumida e apenas e unicamente a título de curiosidade, a função surgiu em 1809, nos países escandinavos, com a designação de Ombudsman, para designar um Ouvidor-Geral do Parlamento, responsável em mediar e tentar solucionar as reclamações da população junto ao governo. O termo de Ombudsman, "ombuds" (representante) e "man" (homem), é uma expressão de origem sueca que significa “representante do cidadão” ou “pessoa que age em nome de outrem”.  Nos Estados Unidos, a função de Ombudsman surgiu nos anos 60. No Brasil, o cargo existe desde 1989, quando o conhecido jornal, Folha de S. Paulo, publicou a primeira editoria do seu Ombudsman, que ficaria responsável em ser o porta-voz dos leitores, solucionando e transmitindo as suas reclamações para o jornal. Nas empresas o Ombudsman é frequentemente ligado ao departamento de Serviços Jurídicos.

A função de provedor também assume nomes muito diferentes de acordo com os diversos países, como vimos, Ombudsman de raízes nordicas, “defensor” para o espanhol e o italiano, “mediador” para o francês, e “ouvidor” para o brasileiro.

 

Na Universidade, o Provedor do Aluno responde pela função de ouvinte dos estudantes e de mediador junto das várias vertentes da academia – administrativa, científica e pedagógica. Ou seja, ouvir atentamente e, tanto quanto possivel, procurar soluções, elaborar recomendações e actuar como mediador de conflitos.

 

E este o meu compromisso para com vocês.

Podem contar sempre comigo para escutar, acompanhar e em conjunto encontrarmos soluções.

 

Filomena Ferreira

Provedora do Aluno

Independência, imparcialidade, integridade e informalidade